Chaves codificadas: Sistema impede que o veículo dê partida se a codificação for diferente da central.

As chaves codificadas surgiram para substituir os modelos antigos e dar mais segurança aos motoristas. Elas servem como o documento de identidade do veículo. Por isso, o proprietário de um carro novo recebe um cartão com um código eletrônico e um mecânico das chaves. Dessa forma, fica impossível fazer uma cópia da chave apenas com o código mecânico.

Como as chaves funcionam

A chave possui um chip, chamado de transponder, em que é guardado o código eletrônico. Quando o motorista utiliza a chave, envia um sinal com o código para o veículo.

Se a codificação entre chave e central for a mesma, o condutor poderá abrir o carro e dar a partida. No entanto, se houver algum problema ou se a chave for incorreta, uma luz no painel irá sinalizar e o motor não funcionará.

Se o motorista ainda tentar utilizar uma chave do mesmo modelo do veículo, correrá o risco de descodificar a central e bloquear o sistema de partida.

As vantagens das chaves codificadas

O principal ponto que faz da chave codificada um item atraente para o motorista é a segurança. O roubo de veículos se torna muito mais difícil de acontecer. Antigamente, bastava uma cópia da chave para que o ladrão conseguisse ligar e fugir com o carro. Com o sistema antifurto, o veículo não dá partida. A segurança é respaldada, pois os imobilizadores possuem códigos eletrônicos criptografados.

Fonte-Jornal diário da região por Breno Maniezo